Os incoterms (International Commercial Terms) são clausulas contratuais aplicadas no comércio internacional que determinam os deveres e obrigações do exportador e importador. O principal objetivo dos incoterms é a partir da interpretação correta dos termos, promover a harmonia nas operações de comércio internacional. Segue abaixo os incoterms para melhor entendimento:

O produto e a fatura devem estar à disposição do importador no estabelecimento do exportador. Todas as despesas e quaisquer perdas e danos a partir da entrega da mercadoria, inclusive o despacho da mercadoria para o exterior, são da responsabilidade do importador.

O exportador entrega as mercadorias, desembaraçadas para exportação, à custódia do transportador, no local indicado pelo importador, cessando aí todas as responsabilidades do exportador.

As obrigações do exportador encerram-se ao colocar a mercadoria, já desembaraçada para exportação, no cais, livre junto ao costado do navio. A partir desse momento, o importador assume todos os riscos, devendo pagar inclusive as despesas de colocação da mercadoria dentro do navio.

O exportador deve entregar a mercadoria, desembaraçada, a bordo do navio indicado pelo importador, no porto de embarque. Todas as despesas, até o momento em que o produto é colocado a bordo do veículo transportador, são da responsabilidade do exportador. Ao importador cabem as despesas e os riscos de perda ou dano do produto a partir do momento que este transpuser a amurada do navio.

O exportador deve entregar a mercadoria no porto de destino escolhido pelo importador. As despesas de transporte ficam a cargo do exportador. O importador deve arcar com as despesas de seguro e de desembarque da mercadoria.

Modalidade equivalente ao CFR, com a diferença de que as despesas de seguro ficam a cargo do exportador. O exportador deve entregar a mercadoria a bordo do navio, no porto de embarque, com frete e seguro pagos. A responsabilidade do exportador cessa no momento em que o produto cruza a amurada do navio no porto de destino.

Similarmente ao termo CFR, esta condição estipula que o exportador deverá pagar as despesas de embarque da mercadoria e seu frete internacional até o local de destino designado. Dessa forma, o risco de perda ou dano dos bens, assim como quaisquer aumentos de custos são transferidos do exportador para o importador, quando as mercadorias forem entregues à custódia do transportador.

Adota princípio semelhante ao CPT. O exportador, além de pagar as despesas de embarque da mercadoria e do frete até o local de destino, também arca com as despesas do seguro de transporte da mercadoria até o local de destino indicado.

Neste incoterm vendedor entrega a mercadoria ao comprador, desembaraçada para importação no local de destino designado.

Neste caso, o vendedor deverá desembaraçar a mercadoria para exportação no seu país, bem como, fazer o transporte internacional e levar a mercadoria até o local combinado. O desembaraço de importação no local de destino, bem como a descarga da mercadoria, ficam por conta do comprador.

Neste caso o vendedor deverá desembaraçar a mercadoria para exportação no seu país, providenciar o transporte internacional, descarregar a mercadoria e disponibilizá-la no terminal de carga citado no contrato. A responsabilidade do vendedor termina quando ele deposita a mercadoria no terminal de carga, a partir desse momento toda responsabilidade/risco da operação passa a ser do comprador.